Construir ou reformar, não importa, a segurança é necessária em toda e qualquer obra. E para garantir a segurança de todos os profissionais envolvidos na construção existem os EPIs e eles são essenciais no ramo da construção civil e em tantas outras áreas de atuação.

No caso, quando o assunto é construção, os trabalhadores ficam expostos a riscos a todo momento. Por esse motivo, os gestores e engenheiros de segurança do trabalho devem ter controle sobre a distribuição e o uso correto desses equipamentos.

Por isso, neste conteúdo, a Rede Construlider vai falar sobre segurança na obra e a importância dos EPIs e apresentar alguns tipos desses equipamentos tão necessários.

EPIs em reforma ou construção vai além do uso

Como já mencionamos anteriormente, a segurança na obra começa pelos profissionais bem equipados para evitar acidentes e prejuízos maiores. No entanto, os EPIs precisam ser bem armazenados e devem estar sempre bem conservados. Além do mais, para que a segurança na obra seja completa, os responsáveis precisam oferecer treinamentos para todos os operários falando sobre a importância da utilização correta dos EPIs.

O que é EPI e quais os tipos?

Os EPIs são todos os produtos ou dispositivos, de uso individual, utilizados pelo trabalhador como forma de proteção dos riscos que ameaçam a sua segurança, saúde e integridade física.

Além de ser obrigatório por lei, o EPI é fundamental para evitar que os trabalhadores sofram acidentes.

Os EPIs são divididos em 4 categorias:

  • Proteção de mãos e membros superiores;
  • EPIs de membros inferiores;
  • Protetores contra quedas;
  • Protetores respiratórios.

Explicando os tipos de EPIs essenciais para uma boa segurança na obra

Como vimos, existem quatro classificações de EPIs e agora vamos te explicar cada uma delas para que você não tenha mais dúvidas em relação ao uso desses equipamentos tão importantes para manter a segurança na obra.

Proteção de mãos e membros superiores

As mãos costumam ser a parte do corpo mais exposta nas obras, assim como os demais membros superiores. Por isso, é imprescindível o uso de alguns EPIs, como: capacetes, protetores auditivos, óculos de segurança e luvas de proteção.

Com a correta utilização desses equipamentos de segurança, os trabalhadores estarão protegidos contra batidas na cabeça, quedas, ruídos muito altos que podem prejudicar a audição, proteção dos olhos contra faíscas, respingos de produtos químicos e a proteção das mãos contra pancadas, queimaduras e qualquer outro tipo de acidente.

É importante que os gestores da obra se preocupem em oferecer os EPIs corretos, pois são vários os tipos de luvas, capacetes e óculos e tudo isso precisa ser considerado para garantir uma boa segurança na obra.

Proteção para os membros inferiores

Assim como os membros superiores estão em riscos, algumas atividades podem envolver perigo às pernas e pés. Alguns tipos de botas de segurança são recomendadas, a depender do tipo de trabalho a ser executado, as mais usados são:

  • Botinas de segurança que protegem os pés contra impactos e quedas de materiais e perfurações;
  • Botas de couro de cano médio, responsáveis por protegerem os pés contra umidade, escoriações, torções e quedas;
  • Botas de couro de cano longo que protegem os pés e as pernas contra animais peçonhentos e oferecem proteção mecânica;
  • Botas de borracha de cano longo, responsáveis por proteger pés e pernas contra produtos químicos e umidade;
  • Perneira de segurança, ideais para aqueles trabalhadores que vão lidar com objetos cortantes.

Protetores contra quedas

A terceira classificação dos EPIs são os equipamentos que protegem os trabalhadores contra quedas, isso porque quando o serviço envolve altura, como subir em andaimes, por exemplo, é indispensável o uso desses EPIs como:

  • Cinto de segurança tipo paraquedista, que visa proteger contra quedas em altura;
  • Talabarte, que é um equipamento responsável por ligar o cinto de segurança ao cabo de vida, pode ser simples ou duplo. O mais recomendado é o uso do duplo, que oferece mais segurança;
  • Trava quedas que paralisam possíveis quedas durante o percurso das escadas de acesso e andaimes.

Protetores respiratórios

Por fim, vamos falar sobre os equipamentos para a respiração que tem por objetivo precaver os profissionais da construção civil contra a liberação de gases nocivos ou partículas.

Geralmente, nas reformas ou construções são utilizadas:

  • Máscara respiratória para que os trabalhadores sejam protegidos contra gases, névoas, vapores e poeiras;
  • Purificador de ar que podem ser descartáveis ou com filtro;
  • Respirador que precisa ser utilizado em locais com grandes concentrações de gases contaminantes e, além disso, pode ser usado para receber ar puro de um botijão de oxigênio caso seja essa a necessidade da situação.

Quer saber mais sobre os EPIs importantes para manter a segurança na obra?

Um engenheiro responsável por uma obra deve estar sempre atento às recomendações e exigências para manter a segurança e integridade de todo o corpo de funcionários que estão atuando na construção.

Por isso, conte sempre com empresa especializada na oferta de EPIs, que trabalhe com equipamentos de primeira e tenha boas referências no mercado. Na hora de escolher os materiais para construção, também conte com lojas capazes de ofertar os mesmos com qualidade e total segurança, como as lojas da Rede Construlider que está sempre preocupada com a segurança e integridade de todos os clientes e obras nas quais vai deixar seus materiais.

Entre em contato conosco preenchendo o formulário abaixo.